Obidos Turismo
  • Sub-Navegação



Categorias:



















Agenda de Eventos

 Eventos do dia 06-12-2016
Natal - 30-11-2016 a 01-01-2017

Óbidos Vila Natal 2016 - 2017

Óbidos Vila Natal 2016 - 2017

30 de Novembro 2016 a 01 de Janeiro 2017


Óbidos Vila Natal dedica evento de 2016 aos livros infantis
 
Era uma vez uma Vila Natal, cheia de contos encantados, onde as 20 mil léguas são a distância daqui à lua, onde a Alice quebra-nozes, o Pequeno Príncipe vive num planeta de maravilhas e o gato e o Pai Natal andam de botas… Personagens que se juntam em Óbidos, para mais um grande evento de Natal.
 
O Óbidos Vila Natal começa já no dia 30 de novembro e só termina dia 1 de janeiro do ano que vem. Num ambiente destinado a reunir e entreter crianças e adultos, surge o despontar da imaginação e do encanto perante a reprodução da Vila do Natal com todas as suas personagens mágicas! Este ano a temática anda à volta das mais conhecidas histórias infantis.
 
Pista e rampa de gelo, espetáculos em dois palcos distintos, face painting, animação… e, naturalmente, este ano, a biblioteca do Pai Natal, para além de muitas outras surpresas.

website:
www.obidosvilanatal.pt

Local: Vila de Óbidos

Local: Vila de Óbidos
Destacamos para este dia (;
Exposições - 12-11-2016 a 31-01-2017

Exposição de Fotografia [Todo] CENTELLES

Exposição de Fotografia «[Todo] Centelles», promovida pela Fundação Pablo Iglesias e Instituto Cervantes, de Espanha.

A Fundação Pablo Iglesias oferece esta exposição, como um dos mais poderosas exposições fotográficas que podem ser vistas hoje.
Agustí Centelles, com a sua extensa formação em retoque, fotogravura e técnicas de fotografia de interiores, concebeu um conceito diferente de olhar para o ambiente próximo e intenso. Como outros editores gráficos espanhóis contemporâneos, ele avançou com uma nova visão da realidade que hoje encontramos com todo o poder descritivo em cada uma das suas imagens.

[Todo] Centelles propõe fazer a “história da fotografia”. O tempo da volta é o formato escolhido para “ver” através de mais de uma centena de cópias de autor, feitas a partir dos negativos originais. Imergindo-nos este exemplo, vamos descobrir um jovem fotógrafo, inquieto e inovador, com novos formatos visuais convertendo o tempo em que viveu num documento histórico.??
A Segunda República Espanhola, o início da Guerra Civil, a Frente de Aragão e, mais tarde, passando pelo campo de Bram, documentando as difíceis condições de vida dos presos, que nos dá a oportunidade de ver o seu trabalho original, documentado numa reunião entre imagens e imprensa daquele tempo.

A mostra pode ser vista até 31 de Janeiro de 2017, no Museu Municipal de Óbidos, de Terça a Domingo entre as 10h-13h e 14h-18h.
Local: Museu Municipal de Óbidos
Destacamos para este dia (;
Exposições - 22-09-2016 a 31-01-2017

“Utopia, Hoje” | Museu Abílio de Mattos e Silva


“Utopia, hoje” - Museu Abílio de Mattos e Silva

A exposição “Utopia hoje” apresenta as propostas de 10 artistas que interpretam, de forma livre e autoral, as obras de dois nomes maiores da nossa literatura Fernando Pessoa e José Saramago. Ainda que escritas em épocas distintas, “Mensagem” e “A Jangada de Pedra”, símbolos da nossa memória cultural contemporânea, abordam temas identitários e podem sugerir, nesse sentido, uma reflexão sobre Portugal.

Apresentados em dois núcleos distintos, e que pretendem suscitar um diálogo entre as obras de Pessoa e Saramago na perspetiva da Utopia, cada um dos artistas concentrou a sua alma e pensamento nos aspetos que mais lhe interessavam, sejam estéticos, históricos, geográficos ou políticos, apresentando múltiplas leituras e interpretações, que não devem ser entendidas como ilustrações, porque estão para além dos textos literários, ainda que criadas a partir deles.

De Cláudio Garrudo, Joanna Latka, Marta Ubach, Pauliana Valente Pimentel, e Teresa Gonçalves Lobo são as obras referentes à “Mensagem” de Fernando Pessoa”, enquanto Augusto Brázio, Hélio Luís, Paula Almozara, Rui Soares Costa, e Tiago Casanova partem da obra “A Jangada de Pedra” de José Saramago.

A exposição “Utopia hoje” tem a curadoria de Ana Matos, numa parceria entre Casa Fernando Pessoa, Fundação José Saramago e Galeria das Salgadeiras.

A Exposição pode ser vista até  31 de Janeiro de 2017, no Museu Abílio de Mattos e Silva, de Terça a Sexta entre as 10-12h-14h-17h.
Local: Museu Abílio de Mattos e Silva
Destacamos para este dia (;
Exposições - 22-09-2016 a 31-01-2017

“O Lagarto” | Museu Abílio de Mattos e Silva

“O Lagarto” | Museu Abílio de Mattos e Silva

Óbidos recebeu em estreia mundial uma exposição que junta as palavras de José Saramago ao inconfundível traço do artista popular brasileiro J. Borges. A partir de um texto escrito em 1973 pelo Prémio Nobel português, O Lagarto, J. Borges criou um conjunto de xilogravuras que propõem uma nova leitura para a história de uma misteriosa criatura que surge no Chiado, em Lisboa.
Em Óbidos, estão expostas pela primeira vez as peças em madeira talhadas pelo artista brasileiro para o livro, assim como as suas impressões originais.

A Exposição pode ser vista até  31 de Janeiro de 2017 no Museu Abílio de Mattos e Silva, de Terça a Sexta entre as 10-12h-14h-17h.


Local: Museu Abílio de Mattos e Silva
Destacamos para este dia (;
Exposições - 22-09-2016 a 31-01-2017

“PIM! Mostra de ilustração” – Galeria novaOgiva

“PIM! Mostra de ilustração” – Galeria novaOgiva

A “PIM! Mostra de Ilustração Para Imaginar o Mundo” invade e transforma a Vila de Óbidos num “Lugar Comum” a todos os criadores, ilustradores, autores e fantasistas. Utopia, Festa, Encontro, Cor, Invenção, Fantasia, Alegria, são as palavras que servem de inspiração para um encontro de linguagens, traços, vozes ilustradas que se fazem ouvir, ver e sentir.

A utopia da leitura apresenta-se através da cor, do livro, do encanto, homenageando todos os criadores de utopias que leem o mundo e se deixam desafiar pelo objeto livro em todas as suas dimensões tendo convidada especial a ilustradora e autora Jutta Bauer.

André da Loba, Catarina Sobral, Guridi, Anna Laura Cantone, André Neves, Helena Zália, Fernanda Fragateiro, Ana Seixas, Marta Torrão, Rachel Caiano, Paul Hardman, Paulo Galindro, Bernardo Carvalho, Yara Kono, Teresa Cortêz, Ana Biscaia, Susa Monteiro, Margarida Botelho, Natalina Cóias, Marina Palácio, João Fazenda são alguns dos nomes que fazem parte do coletivo impar de ilustradores.

Curadoria e projeto de Mafalda Milhões com textos de Afonso Cruz.
A mostra pode ser vista até 31 de janeiro de 2017, na Galeria novaOgiva, de quarta a segunda entre as entre as 10h-13h e 14h-18h.
Visitas guiadas por marcação - museu.municipal@cm-obidos.pt
Local: Galeria novaOgiva
Destacamos para este dia (;
Exposições - 24-03-2016 a 31-03-2017

Santos Mártires - Exposição Temporária

Santos Mártires / Holy Martyrs _ Exposição / Exhibition

Significado da palavra Santo

Os santos são os que de um modo mais desinteressado e sincero aceitam e cooperam com a graça divina num grau superlativo: tornam-se semelhantes a Cristo através da ajuda que Cristo lhes dá.

S. Paulo resume-o numa frase: “Não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim”


Os Mártires

«A fixação da veneração pública a uma certa categoria se homens e de mulheres cristãos e a atribuição a cada um deles do epíteto “santo” teve como origem a reverência concedida aos mártires. Este facto manifestou-se primeiramente no local onde sofreram e foram sepultados; a partir dali, frequentemente espalhava-se a outros locais e mesmo a toda a igreja. Todos os anos, no aniversário do martírio do santo, os fiéis reuniam-se junto da sua sepultura; ali celebrava-se a Eucaristia durante a qual o mártir era evocado com honra: era uma ocasião de regozijo e de triunfo, um “dia de festa”, não um dia de choro. A primeira de tais comemorações anuais de que há registo é a de S. Policarpo, em Esmirra, na segunda metade do século II.

Os restos mortais dos mártires (a principio cuidadosamente mantidos intactos) e outras relíquias eram tidos em grande conta e reverenciados; os seus nomes pessoais foram adoptados ou dados no baptismo; e com o tempo dedicaram-se igrejas em sua honra.»






Local: Museu Paroquial de Óbidos
Destacamos para este dia (;