Obidos Turismo

Mercado Medieval de Óbidos

Trajados à Época - Regras

Os trajes a apresentar deverão corresponder aos em uso no continente europeu nos séculos XII, XIII ou XIV. 

O que NÃO é permitido vestir: 

Calçado
- Sapatilhas
- Chinelos de Borracha
- Sapatos de Borracha
- Botas tipo Militar
 
Vestuário
- Peças de Ganga
- Peças de Serapilheira
- Plásticos
- Saias Curtas
- Mangas Curtas
- Tecidos inadequados à época
- Vestuário de Outras Épocas Históricas
 
Acessórios
- Óculos de sol
- Chapéus de outras épocas Históricas
- Bijutaria Inadequada
 
 
ALGUMAS DIRECTRIZES PARA ELABORAÇÃO DE UM TRAJE MEDIEVAL 

Na elaboração do Traje Medieval as principais preocupações a ter são a silhueta, a aparência e a cor, de forma a serem adequadas à época.

Se pretende construir um traje medieval deverá ter em atenção:

- Os Tecidos que deverão ter um aspecto e textura que aparente uma fibra natural utilizada na época a representar – Linho ou Lã.
-
A Serapilheira ou o pano-cru não são adequados para a confecção do traje medieval.
-
Devem ser evitados os tecidos e as cores brilhantes.
-
O traje feminino deverá ser tão comprido quanto possível.
-
A simplicidade nos tecidos, acabamentos e acessórios são a chave para um traje bem conseguido.
-
As cores preferidas no século XIV são os verdes, azuis e os tons de terra, desde o castanho ao beje.
-
Deveremos ter atenção também à classe social que pretendemos representar:

Nobreza, Clero, Burguesia ou Povo:

Nobreza:
- Tecidos – sedas, veludos, lã, tecidos lavrados, bordados. O homem enverga: gibão ou saio, camisa, calças ou bragas. Cobre a cabeça com gorros ou capeirões.
-
A senhora enverga: camisa com pelote (vestido tipo avental sem mangas), dupla saia, vestidos compridos que caem de forma ampla até ao chão. Cobrem a cabeça com chapéus e véus de variadas formas. 

Clero:
-  
Enverga o Hábito da respectiva ordem.
-
As ordens religiosas mais frequentes na Idade Média são os Beneditinos, Franciscanos, Cistercienses, Dominicanos. 

Burguesia:
-
Tecidos – seda espessa, veludos (o traje burguês é muito idêntico ao traje nobre mas com tecidos menos sumptuosos).
-
O homem usa saio por cima da camisa, calças justas às pernas, na cabeça usa gorros ou chapéus.
-
A senhora veste dupla saia com cores contrastantes, apertada com atilhos, vestidos compridos. A cabeça protegida com lenço, coifa ou touca. 

Povo:
-
Tecidos – linho grosseiro e lã grosseira de aspecto rugoso com cores pouco diversificadas.
-
O traje popular masculino é composto por saio comprido ajustado na cintura, nas pernas meias altas de lã. Na cabeça capuz de ponta comprida.
-
As senhoras vestem camisa comprida muitas vezes de decote amplo e mangas curtas, aventais, na cabeça lenço ou chapéu. 

Acessórios:
-
Mantas ou capas, utilizadas por todas as classes sociais, variam os tecidos e adornos.
-
Todas as classes utilizam peles, a proveniência e qualidade variam consuante a classe.
-
A Nobreza e a Burguesia ostentam peças de ouro, prata e pedrarias.

» Clique aqui para informação mais detalhado sobre Trajes de Animação Histórica